COTIDIANO

 Entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018, houve queda de 32,44% nas autuações, mesmo com o aumento de 13,18% no fluxo de veículos que passam pelos radares   No período de janeiro a outubro de 2017, segundo dados da Celepar (Companhia de Informática do Paraná) 80,19% da frota de 220.389 veículos da cidade de Cascavel não foram multados no período. Deste montante de veículos, 187.756 não cometeram nenhuma infração no perímetro urbano. De acordo com o presidente da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) Alsir Pelissaro, “os números mostram que a grande maioria dos carros, motos, ônibus e caminhões registrados no município respeitam as leis de trânsito. Desta forma, para continuar a garantir o trânsito cada vez mais seguro na área urbana de Cascavel, a Cettrans seguirá com as atuais políticas de melhoria da sinalização viária e ajudando também a educação e fiscalização”. Dados da fiscalização eletrônica demonstram que, no comparativo de janeiro de 2017 a janeiro de 2018, houve queda de 32,44% de autuação, mesmo com o aumento de 13,18% no fluxo de veículos que passam pela fiscalização eletrônica (radar). A partir destes números, a Cettrans contabiliza resultados positivos no trabalho preventivo, especialmente em relação a óbitos e acidentes de maior gravidade,  e vai intensificar as ações de educação no trânsito, além do trabalho contínuo de fiscalização. E, neste sentido, a Educação de Trânsito também vem recebendo investimentos. “Este ano teremos novidades, novos projetos surgirão e continuaremos intensificando o trabalho educativo com objetivo de um trânsito mais seguro e humanizado”, explica Luciane de Moura, Educadora de Trânsito. A Cettrans convida a população a conhecer o trabalho realizado pela companhia ou até mesmo a participação em um projeto. “Avaliamos como positivo todo o trabalho realizado no ano que passou, pois houve queda de 46,67% nos óbitos envolvendo motociclistas e uma queda de 19,23% com relação aos óbitos (geral) no ano de 2017 comparados a 2016. Mas trabalhamos para chegar a resultados melhores ainda neste ano”, destacou Pelissaro, lembrando que a Cettrans trabalha com o tripé: educação, fiscalização e engenharia.   Vandalismo Dentre os muitos desafios da companhia, ainda estão os prejuízos causados pelo vandalismo. "Muitas vezes temos que repor uma placa que foi vandalizada, prejudicando a colocação de novas sinalizações. Por isso, queremos que a população seja nossa parceira na preservação deste patrimônio que é público e também denuncie este tipo de prática”, expõe Juliano Denardin, Engenheiro de Trânsito.
Data publicação: 19.02.2018
 Em sessão realizada ontem (29) no Departamento de Gestão de Compras, a Cettrans deu continuidade ao Pregão Presencial nº 035/2017 para contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de locação, instalação e manutenção de sistema híbrido integrado de controle de tempo de estacionamento regulamentado tarifado em vias e logradouros públicos (os parquímetros) do Município de Cascavel na área do EstaR (Estacionamento Regulamentado). A licitação foi aberta no dia 17 de janeiro e teve desclassificadas as três empresas participantes, por apresentarem itens em desacordo com o edital publicado no dia 30 de dezembro de 2017. Vencido novo prazo previsto em lei para correção das propostas, as três empresas apresentaram documentação na manhã de ontem (29), contudo, novamente duas delas foram desclassificadas, sendo que uma por não encaminhar a correção dos itens apontados pela proposta de preço e outra por encaminhar prospecto com o descritivo de fabricante diferente da proposta inicial. Já o Consórcio Moving Tech – Lapaza Empreendimentos LTDA (Líder) e Moving Tech Mídia Eletrônica LTDA – ME seguiu classificado após ter apresentado a correção da proposta solicitada em ata e passou à fase seguinte, dos lances, fechando a negociação com desconto de R$ 260.992,35 sobre o valor global máximo de R$ 4.013.708,00, finalizando em R$ 3.752.715,65 para um período de 36 meses. De acordo com o presidente da Cettrans, Alsir Pelissaro, a Companhia aguardará o recebimento dos recursos, cujo prazo máximo é de cinco dias. Após esse prazo, a empresa tem cinco dias para apresentar as amostras dos equipamentos, que terão uma nova tecnologia e com sistema integrado ao aplicativo do EstaR. "Após todo trâmite licitatório e assinatura do contrato, a empresa terá 45 dias para entregar o novo sistema implantado", explicou Pelissaro.
Data publicação: 30.01.2018
 Aberto na manhã de ontem (17) no Departamento de Gestão de Compras e Administração da Prefeitura de Cascavel, o Pregão Presencial nº 035/2017 para contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de locação, instalação e manutenção de sistema híbrido integrado de controle de tempo de estacionamento regulamentado tarifado em vias e logradouros públicos (parquímetro) do Município de Cascavel na área do EstaR (Estacionamento Regulamentado), não foi concluída e terá continuidade no dia 29 de janeiro. A disputa atraiu três empresas, que foram desclassificadas por apresentar algum item em desacordo com o edital, o qual foi publicado no Diário Oficial no dia 30 de dezembro de 2017. Conforme o artigo 48, parágrafo 3º, da Lei de Licitações 8.666/1993, "quando todos os licitantes forem inabilitados ou as propostas desclassificadas, a administração poderá fixar aos licitantes o prazo de oito dias úteis para a apresentação de nova documentação ou de outras propostas escoimadas das causas referidas nesse artigo, facultada em caso de convite a redução deste prazo para três dias úteis". De acordo com o presidente da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), Alsir Pelissaro, com base nisso a licitação terá continuidade no dia 29 de janeiro, às 9 horas, no mesmo local. Na ocasião as empresas poderão apresentar propostas corrigidas.  Segundo o pregoeiro Fernando Marcos Gea, os envelopes contendo a documentação da habilitação das empresas permanecem fechados e vistados sob a guarda do Departamento de Gestão de Compras e Administração, aguardando a retomada da sessão. Da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) acompanharam o certame o presidente Alsir Pelissaro; o diretor de Transporte, Pedro Silvério; Sandra Covatti do setor de Compras; Alex Sandro Vitório, responsável pelo Setor de Fiscalização de Trânsito, entre outros funcionários da Companhia.
Data publicação: 18.01.2018
 A Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) está com propostas abertas para o 4° Leilão de Veículos (carro e moto) para circulação e sucata. O edital com as regras foi publicado hoje (10). O leilão presencial e online será realizado pelo leiloeiro Helcio Kronberg no dia 26 de janeiro, a partir das 9 horas, no auditório da Prefeitura de Cascavel; no dia 29 será realizado o leilão de sucatas, esse somente online, às 9 horas. As propostas online serão recebidas exclusivamente por meio do site do leiloeiro no endereço https://www.hkleiloes.com.br até as 23h59 do dia 25 de janeiro. Já os lances serão ofertados presencialmente em auditório e online, por licitantes cadastrados e homologados. Podem se cadastrar tanto pessoa física como jurídica. Não serão aceitos lances encaminhados fora do horário determinado. Serão leiloados veículos e motos que foram removidos de circulação por estarem em desacordo com as normas estabelecidas pelo CTB ( Código de Trânsito Brasileiro) e/ou Legislação Municipal vigente, que se encontram há mais de 60 dias no pátio da Cettrans. Interessados podem fazer o download do Edital de Leilão no site do Leiloeiro ou no Portal da Cettrans, no endereço http://cettrans.com.br. Entre os lotes serão leiloados 20 automóveis e 76 motocicletas em condições de circulação. Em condições de sucatas serão, 13 automóveis e 18 motocicletas. Visitas aos lotes Interessados poderão conferir os lotes nos dias 24 e 25 de janeiro, das 8h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas, no Pátio de Veículos da Cettrans, localizado na Rua da Lapa, n° 1.509, Bairro Ciro Nardi, Cascavel-PR.
Data publicação: 10.01.2018
O Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável do Paraná, juntamente com o Conseg (Conselho Comunitário de Segurança de Cascavel), apresentou à comunidade cascavelense a Cartilha “População Segura”, com a participação de importantes órgãos de segurança, entidades e o Ministério Público.  “A cartilha tem o objetivo de aproximar a população aos órgãos de segurança, demonstrando seus trabalhos e como contatá-los em casos de necessidade, ajudando a combater a criminalidade”, explica Alsir Pelissaro, Presidente da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), a qual está representando o órgão de trânsito. A principal função da Cettrans como órgão de Trânsito é fazer cumprir a Legislação de Trânsito nas vias públicas do perímetro urbano do Município de Cascavel, sendo a fiscalização realizada através dos Agentes de Trânsito, a fim de garantir a segurança e comodidade no ir e vir dos usuários nestas vias. Com um conteúdo de 16 páginas, apresenta fotografias, ilustrações  e principalmente informações, que facilitam a população a compreender qual a real função de cada órgão. Além disso, a cartilha População Segura pode ser acessada por meios digitais.  Além da Cettrans, traz informações, responsabilidades e contatos da Conseg, Guarda Municipal, Conselho Tutelar, polícias Civil, Federal, Militar, Rodoviária Estadual e Rodoviária Federal, Ministério Público do Estado do Paraná, Ministério Público Federal e Corpo de Bombeiros. Para ter acesso, clique em Cartilha
Data publicação: 05.12.2017